Fale Conosco: +55 (83) 3341.1995

Conteúdo Concursos

Artigos Suspensão dos concursos: banho de água fria?

Suspensão dos concursos: banho de água fria?

Por Fabyana Muniz

A decisão da presidente, divulgada através do Ministério do Planejamento, sobre a suspensão dos concursos promovidos pelo Poder Executivo da União e do Senado previstos para acontecerem em 2011, frustrou muitos estudantes. É como se um balde de água fria fosse lançado sobre a cabeça e o corpo deles, esmorecendo-os e levando-os a deixar o pique de preparação para trás.

Porém, lembre-se, concursando, de que os tribunais, as empresas estatais, os estados e municípios continuarão promovendo seus concursos, você poderá, portanto, se submeter aos referidos exames, consequentemente irá acumular conhecimentos, além disso poderá ser aprovado e esperar, já empregado, pelo concurso que almeja. Outro aspecto a ser considerado é que mesmo se o governo federal decidisse promover concursos apenas em 2012, ainda assim deveria perceber o lado positivo: tempo maior para dedicar-se ao estudo. O estudante sério e centrado nos seus objetivos consegue tirar proveito até das adversidades.
 
  Certamente, muitos concurseiros, ao sentirem-se desmotivados com a famigerada suspensão, desistiram de enfrentar a longa fila para conseguir “o ingresso da vitória.” Ah, persistência não é para todos.  É importante ressaltar que a atitude de deixar o estudo de lado trará consequências nefastas a curto e longo prazo. Mas, se você continuar focado nos estudos, aí, meu amigo, terá bilhões de chances de ser aprovado, pois alimentou as chances, não as matou com o desestímulo.  Então, seus concorrentes  estarão, no dia da prova, menos preparados que você, pois diminuíram o ritmo de estudo ou até deixaram de estudar e, quando os concursos do Poder Executivo da União voltarem à tona, eles estudarão sob forte pressão, devido à escassez  de tempo.  Fato esse que implica estudo sem aprofundamento e ineficaz.  Como você continuou estudando, indubitavelmente, suas chances de aprovação serão bem maiores. 

Ainda vale lembrá-lo de que, em geral, no início do governo, presidentes decidem suspender os concursos federais, objetivando cortar gastos públicos. Mas, é importante ressaltar que decisões desse teor são efêmeras. Sabe por quê? Pelo simples fato de que o governo só pode contratar através de concursos. Ademais, o país está em célere desenvolvimento econômico; há muitos funcionários públicos em processo de aposentadoria e de exoneração; novas agências do INSS, por exemplo, para serem inauguradas; a Copa e as Olimpíadas  para acontecerem na nossa terrinha, tudo isso demanda mais servidores, como policiais federais e rodoviários, no mínimo.
 
Sem dúvida, a presidente Dilma não irá retroceder, ela tem planos de desenvolvimento para o país e precisa dos servidores para concretizar os objetivos econômicos e sociais a que se propõe. Diante disso, acredito  que, no segundo semestre deste ano, os concursos federais voltarão com força total. 

Em virtude dessas considerações, reenfatizo que os concursos acontecerão mais rápido do que se imagina, as vagas são muitas e precisam ser preenchidas. E ai o que fazer? Apenas estudar, estudar... Simples assim? Não é. Mas, tudo depende da forma como você encara obstáculos próprios da vida. Sei que é difícil  estudar sem ter noção da data da prova. Nessa situação, a desesperança insiste em bater a nossa porta. Então, diga fortemente para ela: Saia! Tomei um balde de água fria e estou bem acordado para continuar a batalha. 
Texto produzido em maio de 2011.

« Voltar

Facebook

Twitter

Localização

>

© Copyright Conteúdo Concursos - 2011 - 2013 | Todos os Direitos Reservados

CGonline